Wednesday, July 19, 2006

.
PERDIDO












Perco-me.
Perco-me no meio de tudo
no meio de nada...
Perco-me por ti
por mim
por todos os que julgam não se terem perdido
por todos os que julgam terem encontrado o caminho
a luz
a solução.
Perco-me por poder perder-me.
Perco-me por poder perder-me
em todas as coisas em que
me perdi em tempos perdidos.
Perco-me de amores
de ódios...
Perco-me por tudo o que me avassala
me entra pelos olhos
e me esmaga a alma.
Perco-me em sonhos
em pesadelos
em abraços e atropelos...
Perco-me em tudo
em que alguém se possa perder
até que finalmente me encontro,
perdido no meio das palavras
perdidas e achadas
no meu imaginário
cruel, louco
que me prende
e me liberta do sufoco
de não encontrar a luz
o caminho
para levar as palavras ao seu destino...
A TI!!



















Apeteceu-me REpostar esta posta :-)


Imagens de: René Magritte

3 comments:

Eamane Melwasul said...

olá! obrigado por passares no Yggdrasil :)

devo dizer que adorei este texto, vejo-me nele.

beijinhos

≈♥ Nadir ♥≈ said...

:)Apeteceu-me ler-te
Beijos e bom fim de semana

floca said...

E apeteceu-te muito bem. E muito bom! Por muito que algumas pessoas se percam há sempre, para essas, uma luz no fundo do túnel. São as pessoas de sorte. Jogadores que apostam forte, perdem tudo, mas acreditam. Poucos, mas existem. Alguns nem sabem a sorte que têm...
Abraço